Como calcular corretamente o frete de caminhão - Rota Frete

Aprender a calcular de forma correta o preço de um frete de caminhão a ser cobrado, pode ser o fator fundamental para o sucesso ou fracasso, para quem trabalha com caminhões, ou ainda, está pretendo começar a trabalhar.  

Assim, muitas vezes, por falta de experiência e conhecimento na área, o profissional acaba cobrando valores que estão muito abaixo do necessário – pelo menos – para suprir as despesas fixas.  

Como calcular corretamente o frete de caminhão

Tabela mínima de frete

 

Recentemente, visando possuir uma menor discrepância de preços de frete cobrado e tentando estabelecer um mercado mais justo, a Agência Nacional de Transportes Terrestre – ANTT –  estabeleceu a Tabela Mínima de Frete.

As tabelas têm caráter obrigatório e estão divididas em: carga geral, a granel, frigorificada, perigosa e neogranel.

A forma de calcular o frete por meio da tabela é bem fácil, sendo que só é necessário levar em consideração:  o tipo da carga, o tipo do caminhão (quantidade de eixos) e a distância percorrida.

No entanto, os valores da tabela são simplistas e são considerado os valores mínimos. Para tanto, o motorista que deseja cobrar um valor justo pelo seu trabalho deverá realizar os seus próprios cálculos e principalmente, estipular o seu valor de quilômetro rodado. 

 

Como calcular o valor do quilômetro rodado 

 

A melhor forma de se chegar a um valor justo de frete, é necessário que o motorista calcule o valor quilômetro rodado.

 Assim, o primeiro passo para o motorista é entender que cada um vai possuir o seu valor do quilômetro rodado.

Tendo isso em mente, o cálculo para entender o custo real de um caminhão é bem simples e resume-se, basicamente, em três passos: 

Calcular os custos fixos: entende-se como custos fixos os valores de despesas que o motorista terá com o caminhão independente dele está rodando ou não, normalmente esses são os gastos com impostos, seguro, depreciação, rastreamento, entre outros. 

A segunda parte é entender os custos variáveis: estes custos estão diretamente ligados ao uso do caminhão. Como por exemplo: combustível, pedágios, pneus, gastos com alimentação e eventuais seguros de carga. 

• O terceiro passo é somar os custos variáveis e os custos fixos e dividir pelo a soma dos quilômetros rodados dentro do período de tempo que deseja fazer os cálculos – por exemplo – um mês. 

Vamos ver um exemplo, para facilitar, considerando que esses são valores mensais:

1. Primeiro soma-se os custos – fixos e variáveis: 

CUSTOS FIXOS R$ 15.000,00

CUSTOS VARIAVEIS R$ 25.000,00

TOTAL DE  CUSTOS R$ 40.000,00

 

2. Vamos considerar um total de 15.000 quilômetros rodados / mês 

3. Agora é só dividir 40.000 por 15.000 = vamos ter um valor R$ 2,66 por km/ em média 

 

Lembre-se sempre que o valor do quilômetro rodado é o valor que cobre os seus custos gerais, devendo ser acrescido sua margem de lucro desejada.  

Os tipos de custos variam de acordo com a modalidade de motorista que se enquadra: autônomo, agregado ou frotista. 

É necessário sempre rever sua tabela, para que os valores não fiquem defasados. 

 

 

O post Como calcular corretamente o frete de caminhão apareceu primeiro em Rota Frete.



Postagens mais visitadas deste blog

Como calcular ICMS de frete? - Rota Frete

O que são frete CIF e frete FOB? - Rota Frete